Nordeste apresenta melhora no varejo da construção civil acima da média nacional, aponta Anamaco

Termômetro da instituição indica que 25% das empresas nacionais tiveram
alta nas vendas correntes em outubro, crescimento de 4% em relação ao mês passado; no Nordeste, índice chega a 30%

São Paulo, novembro de 2023 – Divulgada, na quinta-feira (16), a edição mais recente da Pesquisa Tracking da Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) mostra que o varejo da construção civil na região Nordeste teve melhora no otimismo acima da média nacional, no mês de outubro. A indicação de alta de vendas correntes no mês foi apontada por 30% dos varejistas, enquanto o compilado das regiões registrou 25%.

A percepção positiva deste tipo de varejo em âmbito nacional revela crescimento de 4% em relação a setembro, quando foi registrada por 21% dos participantes, segundo o estudo, que é realizado em parceria com o Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getúlio Vargas (FGV-IBRE) e o Sebrae.

A pesquisa aponta também uma diminuição na percepção de queda do mercado por parte do segmento. Enquanto em setembro o índice era apontado por 33% das empresas, em outubro foi de 29%.

O levantamento destaca ainda que as perspectivas positivas para os próximos três meses atingem a maioria, 57% dos entrevistados. Apesar de menor no comparativo com o mês anterior, quando atingiu 62%, o índice apresentou crescimento significativo em relação a outubro de 2022, que registrou 37%.

De acordo com Geraldo Defalco, presidente da Anamaco, “o resultado do
Termômetro Anamaco do mês de outubro é um indicador de que o varejo de material de construção em 2023 segue recuperando-se aos poucos. Apesar de incertezas no quadro macroeconômico, cenários como a queda dos juros e a menor inflação contribuem para esse avanço”

Mercado mais otimista

Na cadeia produtiva do setor, também há indicativos de melhora. Levantamento recente da Abramat (Associação Brasileira da Indústria de Materiais de Construção) também mostra aumento na percepção positiva de mercado. Divulgado na terça-feira (14), o Termômetro da Indústria de Materiais de Construção referente a outubro revela que 35% dos associados apontaram otimismo para este mês, crescimento na comparação com o anterior, quando 22% dos participantes estavam confiantes; enquanto 61% tem expectativa de regularidade e apenas 4% não acreditam em
performance satisfatória. O estudo tem como objetivo destacar perspectivas sobre desempenho, investimentos e utilização da capacidade instalada.

Debates, análises e oportunidades

O atual cenário levantado pelas instituições e os movimentos de mercado serão abordados em debates e análises durante a FEICON, encontro de construção civil referência na América Latina. O evento tem com um dos pilares reunir varejistas de todas as regiões do país para compartilhar informações, soluções, dicas e trocar experiências em áreas de conteúdo como Núcleo de Conteúdo Varejo, o Encontro VMC 2024, realizado pela Anamaco em parceria com a WE Business Experience, e a 18ª edição do Simpósio Sincomavi (Sindicato do Comércio varejista de Material
de Construção, Maquinismo, Ferragens, Tintas, Louças e Vidros da Grande São Paulo).

Segundo Ana Paula Pinto, gerente da FEICON, “conectar os profissionais fortalece o setor e as iniciativas para os próximos meses. Para isso, serão promovidos debates, que envolvem desde a avaliação da economia à indicação de rumos para otimizar operações, com participações de representantes de marcas e associações, gestores públicos e privados e especialistas de mercado”, afirma.

Para acompanhar as novidades, conhecer mais informações e planejar a
participação, acesse https://www.feicon.com.br/pt-br.html . A feira ganhará novaedição de 2 a 5 de abril de 2024, no São Paulo Expo.

Seja o primeiro a comentar

Faça um comentário

Seu e-mail não será publicado.


*